quarta-feira, 29 de outubro de 2014

A internet na escola



   As tecnologias como a internet e o computador são meios de comunicação,informação e expressão, e os educadores devem considera-los como mecanismos para esses três meios, inclusive como uma forma de expressão, entre eles e os alunos. 
   O uso das tecnologias é iminente, e estão transformando as relações humanas em todas as suas dimensões: econômicas, sociais e no âmbito educacional não têm sido diferente. A apropriação desses meios de comunicação para a construção do conhecimento vem mobilizando os educadores no sentido da seleção e utilização mais adequada dessas novas tecnologias.


  Pensando sobre esta a prática, encontrei alguns textos muito interessantes que nos ajudam a analisar e rever nossos objetivos ao trabalhar com a interrnet, o que podemos fazer, até onde podemos ir... enfim, dentre eles este achei perfeito e vou compartilhar aqui com vocês.

Esses são trechos do artigo"Internet na escola: da relevância social ao letramento digital", escrito por Márcia Padilha Lotito, Mìlada Tonarelli Gonçalves e Priscila Gonsales, publicado na Revista Pátio online.


"(…) Se a Internet oportuniza enriquecer o modo de aprender e ensinar, é preciso problematizar sua relação com os processos desejáveis para a aprendizagem significativa e socialmente compartilhada, assim como a produção do conhecimento em contextos educativos.
(…) No contexto educativo, a Internet torna-se um instrumento pedagógico no desenvolvimento de aprendizagens voltadas à pesquisa (buscar, selecionar e analisar informações), à comunicação digital (trabalho em rede e a distância) e à publicação de materiais (postura ativa e autoral). Coloca-se ao aluno a oportunidade de assumir uma postura ativa na construção das habilidades necessárias para ter acesso às oportunidades que a internet oferece. Assim, ao mesmo tempo em que fascina por seu poder de alargamento da ação educativa em novos espaços de aprendizagem, esse meio torna ainda mais complexas as tarefas de ensinar e aprender.
Em face disso, é necessário que o professor entenda a Internet como instrumento cognitivo e assuma o papel de estimular essa ampla gama de aprendizagens, orientando os alunos a se tornarem aptos a pesquisar, publicar e interagir na Internet com segurança, crítica e autonomia, dentro ou fora da escola.
  • Aprender a pesquisar
(…) Para que a pesquisa na Internet seja significativa no processo de construção do conhecimento do aluno, evitando o famoso "copiar e colar", é importante haver uma metodologia focada no desenvolvimento de aprendizagens relacionadas a identificar e selecionar informações relevantes a partir de recursos cognitivos, tais como levantamento de hipóteses, análise, comparação e síntese. Isso pressupõe outras habilidades, como leitura de textos não-lineares (por exemplo, os hipertextos) e alfabetização nos códigos das linguagens do ambiente hipermídia.
  • Aprender a publicar
Um recurso importante disponibilizado pela Internet é a possibilidade de publicar documentos de qualquer tipo (texto, som ou imagem) de forma organizada para o leitor. Pode-se publicar a partir de soluções sofisticadas ou simples, como as ferramentas para construção de sites pessoais ou blogs, voltadas especialmente para o público leigo.
(…) Do ponto de vista da educação, trata-se de uma oportunidade de exercitar a autoria entre os jovens, tornado-os produtores e editores de conteúdos próprios e de terceiros. Publicar na internet é também uma maneira de dar maior alcance aos produtos desenvolvidos na escola, oferecendo a alunos e professores a oportunidade de agir como promotores de cultura.
Para assegurar qualidade no uso educacional desse recurso, é necessário orientar os alunos a construir um significado próprio para a atividade de publicação de conteúdos na web, entendendo-a como uma oportunidade criativa de interferir em uma rede que congrega conhecimentos, diferentes modos de ver e de estar no mundo.
  • Aprender a comunicar-se digitalmente
O caráter interativo da Internet é um dos distintivos mais notáveis dessa mídia.
Ambientes interativos, como fóruns, salas de bate-papo, blogs e listas de discussão, são os mais populares da internet. Todos têm a finalidade de colocar grupos de pessoas em comunicação, mas as características de cada um os tornam mais adequados a este ou àquele tipo de uso. Eles representam uma oportunidade para os professores trabalharem com seus alunos não só as habilidades de comunicação e expressão, mas também suas particularidades no meio digital.
  • Aprender em rede: comunidades virtuais
    Na construção coletiva, a internet semeia novas possibilidades educacionais, novos processos e novas estruturas que estimulam, provocam e facilitam a colaboração, em que os saberes individuais são valorizados e contribuem para a construção, que é do grupo. A rede é, antes de tudo, um instrumento de comunicação entre pessoas, um laço virtual em que as comunidades auxiliam seus membros a aprender o que querem saber. Os dados não representam senão a matéria-prima de um processo intelectual e social vivo, altamente elaborado.
    É necessário compreender as comunidades virtuais e o seu caráter colaborativo para utilizá-las com bom senso. Elas têm o potencial de gerar mudanças nos processos de ensino e aprendizagem, nos tipos de interação entre quem aprende e quem ensina e na relação com o conhecimento, gerando estratégias pedagógicas inusitadas. Também podem potencializar estratégias reconhecidamente importantes, como a cooperação, o registro e o sentido social dos trabalhos escolares.
    Uma faceta marcante das comunidades virtuais está ligada à promoção das relações sociais no âmbito da educação, uma vez que constituem um dos canais mais acessíveis para ampliar e consolidar redes pessoais, incrementando aquilo que os sociólogos chamam de capital social e que determina as oportunidades culturais, profissionais e até mesmo afetivas das pessoas.

"... é necessário que o professor entenda a Internet como instrumento cognitivo e assuma o papel de estimular essa ampla gama de aprendizagens, orientando os alunos a se tornarem aptos a pesquisar, publicar e interagir na Internet com segurança, crítica e autonomia, dentro ou fora da escola."

veja na integra: https://sites.google.com/site/profesuely/reflexoes-sobre-o-uso-da-internet-na-escola

1 comentários:

Rúbia Kenes disse...

oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, parabéns pelo lindooooooooo blog!!! vim do blog Agenda dos Blogs, estou te seguindo, vou amar receber sua visita no meu blog.

rubiaartes.blogspot.com.br

beijinhossssssssssssssss

Postar um comentário